B' Day

Lilypie Third Birthday tickers

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

O meu bebé é feliz?

O Paulo pergunta-me muitas vezes se acho que o nosso bebé é feliz...Apesar de achar adorável esta preocupação do Papá, aborrece-me que ele o pergunte tantas vezes... quase parece que não acredita que somos capazes de educar uma criança feliz...
Nós sabemos que é impossível alguém estar sempre feliz, mesmo quando se trata de um bebé, que não se sente preocupado com a vida, mas temos que ver, que ele tem sempre a preocupação da fralda, da hora da maminha, da hora do soninho... Olho para o meu filho e vejo que ele não está sempre feliz, às vezes está apenas furioso com os bonequinhos do mobile e ralha com eles, às vezes está com os olhinhos muito parados a pensar sabe-se lá em quê (na fralda, na maminha, no soninho)...mas se o chamo a primeira coisa que recebo é um sorriso lindo!
Digam-me lá o que acham...O Dinis parece-vos feliz?

video

5 comentários:

  1. Há uns anos atrás, costumavamos visitar uma senhora amiga, que nos recebia sempre com um " vê-se que as vossas filhas são crianças felizes". Eu olhava logo para a testa delas (a Inês tnha meses), para me certificar de que não tinham nenhum autocolante colado:) e a perguntar-me o que tinham elas de especial. Mas saia de casa da Maria Alice com um ego do tamanho do mundo.
    A cada dia que passa vou percebendo que, se os nossos filhos forem amados (e esse amor supõe deixá-los chorar, dar-lhes um ralhete ou até uma palmada e dizer não se assim o entendermos)são felizes. É claro que não podemos evitar as dores de barriga, as testas partidas, as birras só porque apetece... mas estamos lá. Para fazer curativos, massagens e dizer k gostamos mt deles, mesmo com ralhetes.
    E quando telefonam ao pai, na hora do trabalho, para ir depressa para casa para fazer uma história (a Inês fê-lo
    esta semana) ou quando riem à gargalhada porque o pai pôs as meias nas orelhas, ou quando se aninham no colo da mãe da forma que não fazem em mais colo nenhum, é sinal que são felizes, que são amados, que são os seres mais importantes na nossa vida, e que nós somos os mais importantes da vida, pequenina ou grande, deles.
    Ufffff!!! Acabei com lágrimas nos olhos:P

    ResponderEliminar
  2. Haaaaaaaaaaaa, também me emocionei ao ler o que a Rosarita escreveu.

    Feliz, o Dinis? Não se nota nadinhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa :p Parabéns, nota-se bem que é uma criança feliz e bem disposta =)

    ResponderEliminar
  3. A Rosarita é para quem não sabe a tia babada do meu Dinis :)
    E sim tem o condão de falar com o coração até nos deixar os olhos rasos de lágrimas!

    ResponderEliminar